COMO RESOLVER A RAIZ DA ALERGIA EMOCIONAL | RODRIGO FONSECA

Erupções alérgicas na face: causas e métodos de tratamento

Infelizmente, os diagnósticos de alergia não são incomuns atualmente. Ela ocorre em idosos e jovens, e até mesmo em crianças. Uma reação alérgica é um inchaço, coriza, coceira e erupção na pele que podem aparecer por todo o corpo. É especialmente desagradável quando a alergia se manifesta no rosto.

Você aprenderá neste artigo as causas das alergias faciais, bem como as maneiras de tratá-las usando a medicina tradicional e remédios populares.

Conteúdo do artigo

Causas de erupção cutânea alérgica no rosto

Como você sabe, a causa das alergias é a reação do sistema imunológico a irritantes (alérgenos).

Erupções alérgicas na face: causas e métodos de tratamento

O corpo é incapaz de lidar com o ataque e sinaliza um problema. Esses sinais são reações diversas: coriza, coceira, erupção na pele. Existem muitos alérgenos.

E a cada ano há mais e mais deles.

Isso se deve à deterioração da situação ambiental, com o aumento da presença de produtos químicos em nosso dia a dia.

Alergias no rosto geralmente são causadas por:

  • componentes químicos encontrados em alimentos. Principalmente conservantes e corantes;
  • produtos químicos que entram no corpo pelo ar e pela água;
  • produtos químicos domésticos, cosméticos, medicamentos;
  • pelos de animais;
  • pólen de planta, penugem de choupo e assim por diante.

Tipos de alergia facial

As manifestações de uma reação a um alérgeno podem ser muito diversas. Normalmente, são erupções cutâneas, vermelhidão da pele, inchaço da face, inflamação das membranas mucosas dos olhos e do nariz. Descamação, rachaduras, feridas, acne, coceira, coriza e espirros também são sinais típicos da doença.

Alergias no rosto podem mostrar os seguintes sintomas:

Erupções alérgicas na face: causas e métodos de tratamento
  • erupções nas bochechas e na testa. A aparência da pele muda. Ela cora, incha ligeiramente. Uma erupção no rosto pode ser de diferentes tipos:
  • pápulas. Pequenos inchaços acima da superfície da pele geralmente são indolores e desaparecem sem deixar marcas;
  • pústulas ou abscessos. A cavidade inchada está cheia de pus, geralmente as pústulas superficiais desaparecem sem deixar vestígios, as profundas podem deixar cicatrizes;
  • bolhas. Inchaço de forma irregular, sua aparência é acompanhada de forte coceira e ardor. Eles passam sem deixar vestígios em 1-4 dias. Normalmente, esta é uma reação a picadas de mosquito, abelhas, queimaduras de urtiga;
  • vesículas. Bolhas cheias de um líquido claro ou turvo. Após a resolução (ruptura), uma marca na pele permanece no local da vesícula;
  • escalas. Formado após a abertura de vesículas e abscessos;
  • manchas vermelhas no rosto. Eles diferem dos sintomas acima porque estão no mesmo nível da pele e não podem ser sentidos. Seu aparecimento se deve à expansão de pequenos vasos que estragam a pele do rosto, sua aparência.
  • Edema de Quincke. A reação mais severa e perigosa do corpo. Ela se manifesta imediatamente como inchaço das pálpebras, lábios, nasofaringe. O edema é denso e indolor à palpação. O perigo é que pode ocorrer inchaço da garganta e morte do paciente. Se você suspeitar de edema de Quincke, chame uma ambulância imediatamente.

Erupções cutâneas alérgicas no rosto: como tratar?

Você deve sempre lembrar que as alergias não são apenas sensações desagradáveis ​​e uma aparência feia, mas também uma doença perigosa que deve ser tratada adequadamente.

Os princípios do tratamento para esta doença são os seguintes:

  1. ir ao médico, identificar a substância que causou a reação, eliminar o contato com ela;
  2. tomar medicamentos que aliviam os sintomas da doença;
  3. tomar medicamentos que corrigem o sistema imunológico;
  4. organização das condições de vida que excluem a presença de um alérgeno. Incluindo dieta;
  5. o uso de drogas: pomadas, cremes e assim por diante, ajudando a eliminar erupções e vermelhidão da pele do rosto.

O tratamento de erupções alérgicas na face é um processo de longo prazo que requer precisão e adesão estrita às recomendações do médico. Existem vários tratamentos para alergias. O mais eficaz deles é a hipossensibilização. Sua essência é que, com a ajuda de certas medidas terapêuticas, enfraquece a resposta do corpo ao alérgeno.

Os sintomas de alergia facial são tratados com sucesso com ervas e medicamentos tradicionais. Deve-se notar que aqui a medicina tradicional é totalmente apoiada pela medicina oficial. Os médicos prescrevem ervas medicinais para aliviar a condição do paciente. Eles são usados ​​para aliviar coceira, descamação e vermelhidão.

Medicina tradicional contra alergias faciais

Erupções alérgicas na face: causas e métodos de tratamento

Ressaltamos que o tratamento das alergias requer necessariamente exames por especialistas. E o primeiro passo na luta contra erupções alérgicas no rosto é ir à clínica e marcar uma consulta com um alergista.

Os remédios populares podem ajudar a aliviar a coceira e a vermelhidão da pele, tornar as erupções cutâneas menos perceptíveis e, assim, aliviar o seu estado geral.

Outra dica importante: ao decidir quais remédios populares para tratar erupções alérgicas no rosto, dê preferência àqueles que são sabidamente seguros.

Infusões de camomila, sálvia, hortelã não prejudicam a pele.

Use o restante dos produtos somente após consultar um médico.

  1. Compressas de ervas. Em pervas secas ou frescas são consumidas em abundância: camomila, barbante, sálvia. As ervas são preparadas com água quente e fermentadas por cerca de uma hora. Uma máscara de pano ou simplesmente gaze umedecida com infusão é aplicada no rosto para aliviar a irritação e aliviar a coceira.
  2. Máscara de hortelã. Duas colheres de sopa de folhas de hortelã secas são cozidas no vapor com um pouco de água quente, mas não fervente. Acontece um mingau, ele deve ser aplicado a uma máscara de tecido e aplicado no rosto. Depois de um tempo, lave com água fria, mas não fria. Menta remove bem a irritação, torna as erupções menos perceptíveis.
  3. Banhos com ervas medicinais. Esses banhos o ajudarão não apenas a combater as erupções alérgicas no rosto, mas também servirão como uma excelente medida preventiva contra doenças de pele. Para o banho prepara-se uma coleção de ervas: camomila, orégano, urtiga, hortelã, sálvia, barbante. As ervas podem ser ingeridas em qualquer proporção ou usadas individualmente. As matérias-primas medicinais são despejadas em 1 copo de água fervente, insistido por 2 horas e, em seguida, adicionado ao banho. Este banho deve ser tomado 15-20 minutos antes de dormir.

Se você tiver uma erupção na pele alérgica, comece a tratá-la imediatamente. E lembre-se de que o tratamento de erupções alérgicas no rosto deve ser abrangente.

Sem medicamentos prescritos por um médico e adesão a uma dieta, não vale a pena tratar com remédios populares. Isso terá apenas um efeito temporário. Tchau! Seja saudável!

Alergias: causas, sintomas e tratamento

Postagem anterior Begônia propagadora
Próxima postagem É possível agilizar o processo de secagem do esmalte?